Haline Floriano

Haline FlorianoEu me matriculei na ECA no dia 18 de fevereiro de 2015 no curso de Comunicação Social – Relações Públicas. Mas minha relação começou bem antes. Sempre estudei integralmente em escolas públicas, na zona rural de São Paulo, em Ibiúna. Fui a primeira pessoa da minha família a concluir o ensino fundamental, médio e superior; e isso só foi possível porque a ECA me acolheu.
O meio de comunicação mais presente na minha vida sempre foi o rádio. E é nele que se inicia a minha conexão com a ECA. Passei a ouvir a Rádio USP, e todo domingo tinha um quadro especial com alunos da ECA. Fui me aproximando dessa escola e já sentia que ela era parte de mim, embora tenha demorado a acreditar que eu poderia estar nela da mesma forma como ela estava em mim, afinal, era muito longe da minha casa e eu sequer tinha a referência de alguém que fez faculdade. Até que meus professores iniciaram a jornada de “esperançar” por mim.

Esperançaram tanto, bem no tipo Paulo Freire, que doaram livros, me levaram para morar com eles e mais uma infinidade de coisas até que realizei aquele sonho coletivo de estudar na USP. Optei por Relações Públicas porque queria ser “assessora de imprensa esportiva” no Palmeiras. Por causa desse desejo, meu primeiro estágio foi exatamente na velha conhecida Rádio USP, como repórter esportiva, graças ao “Programa Aprender com Cultura e Extensão”. Passado um tempo, entrei no Projeto Redigir, também da ECA, onde vi que duas coisas faziam meu coração bater mais forte: a política e a educação, até porque sou fruto das políticas públicas educacionais, inclusive como moradora do Crusp durante toda a graduação. A distância entre o Crusp e a ECA era pequena, e esses dois lugares se tornaram meu refúgio. Foi na ECA que descobri meu propósito, e isso é impagável.

Haline FlorianoDo Redigir veio um divisor de águas. Comecei a atuar diretamente com políticas públicas de educação. No meu TCC, meu pai, agricultor, e minha mãe, empregada doméstica, pisaram pela primeira vez em uma universidade e me ouviram falar sobre democracia, cidadania, comunicação e a necessidade de políticas públicas educacionais. Da ECA, ganhei amigos, educadores, educandos, contato com extensão e iniciação científica. E, acima de tudo, ganhei oportunidades que me trouxeram a responsabilidade social e o poder de apoiar que novos estudantes sejam transformados da mesma forma que eu fui. Gratidão, ECA!

Ex-aluno Turma Curso
Haline Floriano 2015 Relações Públicas

 

Compartilhe
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =